19 de novembro de 2014

0 Diário de Campo Câmara técnica de Logística e Planejamento.

Cumprindo o cronograma de atividades da câmara técnica de logística e planejamento da Central CataSonhos, foi realizado dia 18/11 visita a AMEP (Associação de Moradores da Região Estâncias de Pendotiba), localizada em Maria Paula São Gonçalo. Trata-se de uma área que pertence a São Gonçalo e que faz divisa direta com Niterói. Foi discutido com os representantes da AMEP, a necessidade de mobilização com os moradores da área e a realização de um termômetro, para identificar a necessidade de vezes na coleta. Após a realização dessa atividade denominada como termômetro, a câmera conseguirá identificar as estratégias necessárias para o inicio da coleta de materiais. Foi identificado na visita tratar-se de uma área rica em material de ótima qualidade, também foi discutido o estudo de uma área destinada ao Ecoponto, o que facilitará sobremaneira a coleta do material. Trata-se de uma área bastante extensa, que atende em torno de 400 residências e conta com a presença de 3 condomínios em seu interior, estando 1 deles em construção com cerca de 100 apartamentos, além de ainda ser uma área de exploração imobiliária ativa e apresentar em seu entorno a presença de grandes prédios habitados.

 foto 1foto 2foto 4foto 5

7 de novembro de 2014

0 ONG conscientiza alunos sobre reciclagem e descarte de lixo.

07/11/2014

1fc 010 -   DIVULGAÇÃO =  CONSCIENTIZAÇÃODe olho nas festividades de fim de ano, a ONG Guardiões do Mar realiza palestras em escolas de rede pública na região Metropolitana do Rio de Janeiro

As inúmeras festividades e comemorações típicas do final do ano aumentam o número de resíduos descartados no meio ambiente. Por conta disso, a ONG Guardiões do Mar está aproveitando o término do ano letivo para realizar atividades de educação ambiental em escolas de rede pública na região Metropolitana do estado.

Nos últimos quatro meses, mais de três mil crianças nos municípios de Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro (Centro), Magé, Duque de Caxias e Itaboraí participaram das dinâmicas de grupo que estimulam o descarte correto para a reciclagem do lixo. O resultado é que acabam levando as boas práticas ambientais para os próprios familiares e bairros onde moram. 

As atividades englobam os jogos “Caminhos do Uçá” e “Caminhos da Reciclagem”, que são produtos dos projetos Caranguejo Uçá e CataSonhos respectivamente, ambos patrocinados pela Petrobras, pelo Programa Petrobras Socioambiental.

Os jogos são ferramentas didáticas para ensinar jovens, crianças e até mesmo chamar a atenção de adultos sobre a necessidade de levar uma vida mais sustentável. Através de brincadeiras, as crianças aprendem e levam o material reciclado para as escolas. Os materiais coletados, são destinados para cooperativa de catadores que fazem parte da Rede CataSonhos .

O projeto CataSonhos está realizando pilotos para incentivar a coleta seletiva nos bairros onde essas cooperativas estão instaladas. Além de fortalecer a reciclagem e gerar renda para catadores e seus familiares, o projeto tem como objetivo mobilizar e incentivar moradores dos municípios e alunos de rede pública a praticarem corretamente o descarte desses materiais.

“O tabuleirão fez tanto sucesso que acabou virando um álbum de figurinhas com o jogo acoplado. Assim, a brincadeira que a criança participa na escola pode ser levada para casa e de quebra conhece o mapa da Guanabara e uma pequena mostra da biodiversidade dela, nas figurinhas. Para se obter o álbum/jogo, foi criada uma espécie de troca que nada mais é do que um sistema de moeda verde que incentiva atitudes ecologicamente corretas. As crianças podem trocar o brinquedo pela moeda verde criada para este fim. Ou seja, cada álbum com as figurinhas todas custará uma quantidade predefinida de garrafas Pet e latinhas de alumínio. Os resultados têm sido muito positivos e vamos ampliar nossas ações” explica Pedro Belga, presidente da ONG Guardiões do Mar.

Os agendamentos das palestras da ONG podem ser feito com Sabrina Sodré, através do telefone 2605-8016. Mais informações através do e-mail guardiõesdomar@guardiõesdomar.org.br. 

O Fluminense

3 de novembro de 2014

0 Guardiões do Mar inscreve escolas para atividades ambientais

03/11/2014

3.11guardiõesdivulgaçãoObjetivo da ONG é levar boas práticas ambientais para crianças e seus familiares. Materiais coletados são destinados para cooperativa de catadores

Final de ano chegando e por conta das inúmeras festividades, aumenta o número de resíduos descartados no meio ambiente. Por conta disso, os Guardiões do Mar estão aproveitando o término do ano letivo para continuar agendando com escolas de rede pública em seis municípios da Região Metropolitana, atividades de educação ambiental que estimulem o descarte correto para a reciclagem do "lixo". Nos últimos quatro meses, mais de três mil crianças nos municípios de Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro (Centro), Magé, Duque de Caxias e Itaboraí participaram das dinâmicas de grupo. O resultado é que, acabam levando as boas práticas ambientais para os próprios familiares e bairros onde moram.

As atividades fazem englobam os jogos, caminhos do Uçá e Caminhos da Reciclagem, que são produtos dos Projetos Caranguejo Uçá e CataSonhos, respectivamente, ambos patrocinados pela Petrobras, pelo Programa Petrobras Socioambiental. Os jogos são ferramentas didáticas para ensinar jovens, crianças e até mesmo chamar a atenção de adultos sobre a necessidade de levar uma vida mais sustentável. Através de brincadeiras, as crianças aprendem e levam o material reciclado para as escolas. Os materiais coletados são destinados para cooperativa de catadores que fazem parte da Rede CataSonhos.

O projeto CataSonhos está realizando pilotos para incentivar a coleta seletiva nos bairros onde essas cooperativas estão instaladas. Além de fortalecer a reciclagem e gerar renda para catadores e seus familiares, o projeto tem como objetivo mobilizar e incentivar moradores dos municípios e alunos de rede pública a praticarem corretamente o descarte desses materiais.

“O tabuleirão fez tanto sucesso que acabou virando um álbum de figurinhas com o jogo acoplado. Assim, a brincadeira que a criança participa na escola, pode ser levada para casa e de quebra conhece o mapa da Guanabara e uma pequena mostra da biodiversidade dela, nas figurinhas. Para se obter o álbum/jogo, foi criada uma espécie de troca que nada mais é do que um sistema de moeda verde que incentiva atitudes ecologicamente corretas. As crianças podem trocar o brinquedo pela moeda verde criada para este fim. Ou seja, cada álbum com as figurinhas todas, custará uma quantidade pré-definida de garrafas Pet e latinhas de alumínio. Os resultados têm sido muito positivos e vamos ampliar nossas ações”, explica Pedro Belga, presidente da ONG Guardiões do Mar.

Os agendamentos podem ser feitos com Sabrina Sodre, através do telefone 2605-8016, ou informações através do email guardiõesdomar@guardiõesdomar.org.br.

O Fluminense.

Related Posts with Thumbnails